Educadores

  • 07

    ABR

    2015

    De Pátria Educadora à República das Crianças

    por Denis Plaper em 07/04/2015

    Pensando no desenvolvimento do nosso Brasil, algumas famílias impressionam por sua incomensurável colaboração. Se os Buarque de Holanda nos presentearam com as contribuições de Sergio na História, na Sociologia e na Política, nos deixaram ainda Chico que nos privilegia até hoje com sua arte, na música e na poesia. Já os Singer, que na figura de Paul tanto nos oferecem na Economia, ainda nos brindam na educação com o trabalho serio de Helena.

    A recém nomeação do ministro da educação Renato Janine trouxe esperança não apenas para os professores, neste conturbado início de segundo mandato do governo Dilma. Janine é professor-titular da cadeira de Ética e Filosofia política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), premiado com o Jabuti em 2001, e condecorado com a Ordem Nacional do Mérito Científico, em 1998, e com a Ordem de Rio Branco, em 2009. Após assumir o cargo o ministro nomeou como sua assessora, Helena Singer, Diretora pedagógica da Cidade Escola Aprendiz e membro fundadora do Núcleo de Psicopatologia, Políticas Públicas de Saúde Mental e Ações Comunicativas em Saúde Pública da Universidade de São Paulo (NUPSI-USP), Doutora em Sociologia pela USP, com pós-doutorado em Educação pela Unicamp e autora do livro República das Crianças.

    A formação de uma equipe qualificada no Ministério da Educação traz  esperança para todos nós de que a pátria educadora deixe de ser apenas um slogan e assim, quem sabe nos próximos quatro anos, poderemos contar com políticas públicas de educação voltadas  realmente para amparar de maneira integral as nossas crianças.

    A história de Helena Singer  está intimamente vinculada a uma concepção bastante ampla e consciente de educação, transmitindo sempre que possível o quanto é importante compreendermos como sociedade que educação é um processo natural da vida humana que ocorre em todos os lugares em todos os momentos, convergindo com o discurso do novo ministro que enxerga a importância de não separarmos educação e cultura. Em suas publicações e declarações Helena deixa sempre claro a necessidade de uma educação que contemple a Criança em todos os aspectos, cognitivos, emocionais e sociais, uma vez que estes fatores não se dissociam e estão intimamente vinculados ao desenvolvimento do espaço como um todo, não apenas da escola, para que as cidades possam se tornar um território educativo potencializador da vida.

    Acredito que o grau de salubridade de uma sociedade pode ser medido, dentre outras coisas, pela apropriação do espaço público por parte das crianças, quem sabe agora elas poderão ter realmente uma república para elas.

    ...

Denis Plapler

Denis Plapler

Formado como Sociólogo pela PUC-SP e Mestre em Filosofia da Educação pela USP.