Redação

Combate ao Racismo

Pesquisar

Pesquisar

  • 29

    MAI

    2017

    Levaram seus pais.... Acorda!!

    por Marcelo Costa Sena em 29/05/2017

     

    Roubaram o tempo da criança,

    A criança agora chora perdida numa sala de brinquedos imaginários,
    O tempo cronometrado da felicidade,muito mais frio,
    manipula os brinquedos de plástico,eletrônicos e de forma sutil entende o mundo,
    Entende que o seu tempo é futil,
    Perante a imensidão do abandono adulto,

    O relógio que está na parede,
    leva seus pais para bem longe,
    o tic tac ensurdecedor,
    marca a dor pulsada em seu frágil coração,

    A criança agora manipula outros brinquedos,
    Uma tela alienada ensina como brincar,
    As pessoas que nela passam, ela não pode tocar,
    De repente : Mamãe... 
    Já não mais existe aquela imagem,
    trocam-se papéis numa sociedade forjada,

    A criança chora a espera de respostas,
    o relógio não avisa a hora da volta,
    de repente, passos e um bater de porta,
    espectativa da chegada, 
    nada , era o vento, trazendo outra história,
    uma história fria da memória, 

    A criança chora a espera da volta 
    Os brinquedos nada dizem,
    O mundo não se refaz,
    Haja imaginação,
    o relógio bate numa força...
    tamanha a dor a do abandono,

    Roubaram a felicidade da criança,
    seus gestos agora denotam um adulto em desenvolvimento,
    que na frieza da vida manipula seu presente..

     

     

    ...

    Marcelo Costa Sena
    Marcelo Costa Sena- Coordenador de Ação Educacional do CEU Navegantes, professor da Rede Pública Municipal de São Paulo. Escritor, Pesquisador sobre temas ligados à Educação, Cultura, Política, Literatura.. Coordenou diversos trabalhos relacionados aos temas citados entre eles o Sarau Vozes do Grajaú, Plataforma dos Centros Urbanos UNICEF/Secretaria de Direitos Humanos ação intersetorial com diversas ações no território do Grajaú,Cursos de Formação para Concursos Público, atualmente coordena o Grupo de Estudos " Educação: Escola sem Muros"