Redação

Combate ao Racismo

Pesquisar

Pesquisar

  • 25

    NOV

    2015

    Motirõ Ubá

    por Equipe do Dyuna – Rosa, Casa do Brincar, Sonhar e Saber em 25/11/2015

    Olá leitores do Portal do Educador!

    Venho hoje, através da oportunidade aberta por este Portal, realizar um primeiro contato que, a longo prazo, objetiva a troca de conhecimentos, direcionamento e incentivo à iniciativas educacionais transformadoras.

    Pois bem, como forma de apresentar-nos, começo falando acerca da ideia existente por trás deste texto, intitulado “Motirõ Ubá”.

    Motirõ, em Tupi, significa “mutirão”, uma reunião de pessoas para colher ou construir algo juntos, uns ajudando os outros, enquanto Ubá, no mesmo vernáculo, quer dizer canoa.

    Somos constituídos por um grupo formado aos poucos por obra do destino, ao que costumamos dizer ter se tratado de uma sequência de encontro de canoas que navegavam sozinhas pelas encostas dos rios à procura de algo, encontro no qual cada um trouxe consigo sonhos e o que possuía de melhor e mais bonito.

    Foi então, dessa maneira, que profissionais das mais diversas áreas, tais como pesquisadores, educadores, psicólogos, cientistas sociais, permacultores, advogados, administradores, culinaristas e artesãos se uniram com o propósito de realizar um projeto educacional na Cidade de Botucatu, interior de São Paulo.

    O espírito da iniciativa do mutirão tem como fundamento o nítido descontentamento e ineficiência do sistema educacional, que de forma mecanizada, só almeja o conteúdo intelectual, sem que haja foco na estruturação interna da criança e na importância das relações humanas.

    Sendo assim, a nossa proposta tem como premissas o olhar para cada criança de maneira integral, levando em conta os seus potenciais, talentos e necessidades, além da aproximação familiar como ferramenta fundamental do processo de aprendizagem, possibilitando que o educador torne-se verdadeiro mediador entre educando e seus familiares.

    O nosso espaço físico já existe, e é denominado Dyuna – Rosa, Casa do Brincar, Sonhar e Saber. Estamos hoje de portas abertas ao público como Centro de Estudos e Apoio Pedagógico, cujo alicerce é a Pedagogia Neo-humanista.

    Ademais utilizamos como pilares principais do projeto a Pedagogia da Emoção voltada aos processos pessoais de aprendizagem, a Pedagogia da Cooperação focando a interação em pares e grupos, a Aprendizagem Sistêmica visando a interação e comunicação de saberes, a Comunicação Pacífica Assertiva que une programação neuro-linguística (PNL), comunicação não violenta, meditação e intuição, bem como a Permacultura que nada mais é do que uma cultura que engloba métodos holísticos para planejar, realizar e manter sistemas de escala humana (jardins, vilas, aldeias e comunidades) ambientalmente sustentáveis, socialmente justos e financeiramente viáveis.

    Nosso objetivo principal, para um futuro próximo, é o de irmos muito além da construção de um ambiente educacional aberto a todas as crianças.  Isto porque temos como meta desempenhar a função de uma verdadeira “sementeira de educadores”, acolhendo e auxiliando no procedimento de evolução e adaptação entre o modelo atual e o de educação transformadora.

    A partir de hoje iremos, aqui no Portal do Educador, relatar aos poucos os ideais, os passos, as descobertas e as dificuldades enfrentadas durante o nosso percurso. A partir destes relatos, queremos também fazer um chamado aos leitores simpatizantes para que juntem-se a nós suas respectivas canoas, possibilitando a troca de experiências e saberes de forma a enriquecer o projeto.

    Gostou da ideia e quer saber mais? Curta nossa página no Facebook, entre em contato conosco e faça parte do mutirão: https://www.facebook.com/DyunaRosa/?ref=ts&fref=ts

    Abraços e até breve!

     

     

     

     

     

     

     

    ...

    Equipe do Dyuna – Rosa, Casa do Brincar, Sonhar e Saber